EUZINHA!!!


Argentina, você acredita??? Não acredite, meu bem. Mulher, jornalista, libriana, curiosa, bem humorada e falante, até demais! Curto tudo que a vida oferece de bom. Adoro dançar, ouvir boa música, vinhos e namorar...Enfim, curto a vida. Adoro meu bem, minha cachorra, a Aloha e tbm adoro dormir.





EU VÔ!!!


- BALADA.COM.ALGUÉM
- QUERIDO LEITOR
- MAN IN THE BOX
- MOMENTO DE SONHAR
- VIVI COR DE ROSA
- MAXIMU'S
- TROCANDO IDÉIAS...COM VOCÊ!!!
- VENENO DA GATA
- BALCÃO DA PADARIA
- NOTAS SOBRE O FIM DO MUNDO
- SETE X SETE
- GORDUCHAS GOSTOSAS
- TEMPLATES BY CARMEN
- COLUNA DO ZÉ SIMÃO
- BLÔNICAS
- MY PSYCHOPEDIA
- VÁRIAS COISAS PRA FAZER
- ALICE ME PERSEGUE
- ABANDONAR TOTALMENTE
- LILIANE PRATA
- FÁBIO CAMARGO
- BOLETIM SEMANAL - BY ELISA LIMBECK
- DESABAFO AKI
- BLOG DO ÊNIO
- NAILTON PORRETA
- VIDA URBANA
- TEM DIA QUE SÓ MEU BLOG ME ESCUTA...
- BLOG DO SALL...
- BLOG DO PETTA
- O LADO HOMEM DA COISA
- LATINO AMERICANO
- LA BELLE DE JOUR
- PAI GORDO
- OVULANDO
- NÃO DOIS NÃO UM
- QUER NAMORAR COMIGO?
- HYSTERIA
- ANOTAÇÕES DE COMEDIANTE
- NA PERIFERIA DO IMPÉRIO
- BLOG DO TAS
- VIDA PAULISTANA
- BLOG DO NIVALDO SANTANA
- BLOG DO MIRO
- JÁ REPAROU?
- CHUVA DE PENSAMENTOS






- Indique este blog



PRA REFLETIR...

OU DIVERTIR!

É SÓ CLICAR EM CIMA






CONTADOR

//Hist?rico

- 01/05/2011 a 31/05/2011

- 01/09/2010 a 30/09/2010

- 01/07/2010 a 31/07/2010

- 01/06/2010 a 30/06/2010

- 01/12/2009 a 31/12/2009

- 01/10/2009 a 31/10/2009

- 01/09/2009 a 30/09/2009

- 01/08/2009 a 31/08/2009

- 01/07/2009 a 31/07/2009

- 01/05/2009 a 31/05/2009

- 01/04/2009 a 30/04/2009

- 01/03/2009 a 31/03/2009

- 01/01/2009 a 31/01/2009

- 01/12/2008 a 31/12/2008

- 01/11/2008 a 30/11/2008

- 01/10/2008 a 31/10/2008

- 01/09/2008 a 30/09/2008

- 01/08/2008 a 31/08/2008

- 01/07/2008 a 31/07/2008

- 01/04/2008 a 30/04/2008

- 01/03/2008 a 31/03/2008

- 01/02/2008 a 29/02/2008

- 01/01/2008 a 31/01/2008

- 01/12/2007 a 31/12/2007

- 01/11/2007 a 30/11/2007

- 01/10/2007 a 31/10/2007

- 01/09/2007 a 30/09/2007

- 01/08/2007 a 31/08/2007

- 01/07/2007 a 31/07/2007

- 01/06/2007 a 30/06/2007

- 01/05/2007 a 31/05/2007

- 01/04/2007 a 30/04/2007

- 01/03/2007 a 31/03/2007

- 01/02/2007 a 28/02/2007

- 01/01/2007 a 31/01/2007

- 01/12/2006 a 31/12/2006

- 01/11/2006 a 30/11/2006

- 01/10/2006 a 31/10/2006

- 01/09/2006 a 30/09/2006

- 01/08/2006 a 31/08/2006

- 01/07/2006 a 31/07/2006

- 01/06/2006 a 30/06/2006

- 01/12/2005 a 31/12/2005

- 01/09/2005 a 30/09/2005

- 01/01/2005 a 31/01/2005

- 01/12/2004 a 31/12/2004

- 01/11/2004 a 30/11/2004

- 01/10/2004 a 31/10/2004

- 01/09/2004 a 30/09/2004

//Cr?ditos




QUINTA-FEIRA

 


 

QUEM TEM RAZÃO? AS MÃES OU AS FILHAS?

MARIA LUCIA DAHL


Uma é mãe, a outra é filha. Uma, a extensão da outra, difícil destino que se entrelaça, revolta-se, recusa-se, esperneia, reflete-se, trapaceia. Uma é a outra amanhã, outra foi aquela ontem. Uma sabe, intui, adivinha o que a outra esconde, inverte, imita, finge que não é. Uma, menina; outra, mulher.

Brincando de casinha, de boneca, procurando estrela do mar, fazendo castelo, aprendendo a nadar.

- Não quero comer, não quero.

- Come os legumes, eu espero. Olha só o aviãozinho. Anda, vai logo, come, senão o aviãozinho some!

À noite a mãe conta história. A filha tem medo da bruxa.

- Que maldade, mamãe, puxa!

- Não tem que se preocupar! Branca de Neve caiu dura, mas chega o Príncipe, e a coisa toda muda de figura...

Se a mãe sai, a filha lhe deixa bilhetes presos na parede e fica esperando a mãe, balançando-se na rede.

- Espera, não lê agora. Ainda não está na hora. Assim que a gente deitar você pode começar.

Saem, riem, se completam. Não querem saber de ninguém. Ficam as duas muito bem.

A mãe veste a blusa da filha; a filha, a saia da mãe - mãe e filhas refletidas numa inversão divertida.

Mas a filha vai crescendo e a mãe nem vai percebendo.

A mãe corta o cordão umbilical da filha quando esta nasce. A filha, quando adulta, corta os laços. A mãe, pra existir, se dá à filha. A filha, pra poder viver, a rejeita.

Em que momento da vida deixaram de ser cúmplices? Quando é que pararam de se divertir? Contar histórias? Trocar de roupa, rir? Desde quando que a mãe chora? Quando é que a filha foi embora?

Uma já viveu ao seu modo o que a outra vive agora.

A filha é a criança da mãe; a mãe, o super-ego da filha.

A filha se enche de impaciência diante da mãe; a mãe, de amor pela filha. Ambos os sentimentos se extrapolam em ninharias ridículas. Uma fez isso, outra aquilo. Uma agiu assim, outra assado.

- Olha, mãe, tudo acabado.

Quem terá razão, as mães ou as filhas?

A filha não agüenta mais nada. A mãe sempre agüenta mais uma. As dores são ondas que oscilam de intensidade. Uma ou outra mais forte tira-lhe o fôlego, joga-a no chão. Nada que não a faça voltar à tona, ver de novo a onda verde, retomar a respiração.

A filha nada contra a mesma maré que um dia embrulhou a mãe. A mãe estende-lhe a mão, delicada. A filha recusa, indignada.

- Me deixa nadar sozinha.

Sempre a mesma ladainha...

Quantas ondas grandes a mãe teve que furar? Quantas arrebentações driblar? Onde estará ela, a filha? Ali boiando, esquecida, e a mãe a se preocupar que se afogue, nas ondas verdes da vida.

- Me empresta o carro pra eu ir à festa?

- Por que não põe uma roupa mais transada, uma blusa decotada, um vestido de outro tom? Minha filha, não acredito: cê vai sair sem batom?

- Ai, meu saco, vou-me embora. Dá pra me emprestar agora?

- Como é que foi o trabalho? Cê fez aquela leitura?

- Mãe, foi tudo uma chatura. Anda mãe, cadê a chave? Estou atrasada. Ave!

- Queria saber da peça.

- Já disse que é chata à beça... Anda, mãe, que eu tô cansada e ainda por cima com fome...

- Então dorme aqui, vê se come...

- Esquece. Não quero ficar.

- Pena... Tinha tanta coisa pra contar...

- Ora, mãe, para de fazer drama... Cê quer mesmo é cair na cama.

- Já voltou a essa hora?

- Se não quiser, vou-me embora...

- Levei um susto, foi isso. É que você me acordou...

- Dorme de novo, eu já vou...

- Vai de novo viajar?

- E você? Me controlar? Saco, tá mais que na hora. Escuta, mãe, vou-me embora.

- Não esquece de fechar a porta. Apagar a luz... Cuidado com a violência...

- Ai, mãe, tenha paciência...

Em cima da mesa um bilhete: ''Mãe, desculpe o mau humor, mas é que eu ando uma pilha...''

Quem tem razão? As mães ou as filhas?




- Postado por: Cinthia Ribas ?s 02h06 PM
[ ] [ envie esta mensagem ]






QUARTA-FEIRA


EMPOSSADO

 

Tinha muita gente. Muita gente, mesmo. É a esperança... por um mundo melhor, por uma vida mehor. Americanos que já possuíram casa, família, hoje vivem em carros.

É gente deseperada. Em busca de um solução. A América intocável quer encontrar uma saída.

Na Palestina massacre. Na África a fome, a aids. No Afeganistão a guerra. No Mundo a crise, o desemprego.

Obama é a solução? Não. Mas é uma esperança que se desenha no horizonte. Alguns são obamistas, outros são descrentes que sua posse vá mudar alguma coisa. E eu? Assisto da minha janela o desenrolar dos fatos. Feliz por ver que a toda poderosa América tentanto a mudança. Feliz por ver uma negro no poder lá e um operário no poder aqui.

Quantas e quantas vezes ouvi das bocas de colegas de universidade a incredulidade sobre a eleição do Lula, já que este nem português falava direito. Como sempre fiquei quieta assistindo ao desenrolar dos fatos e devo dizer que até o momento eles são satisfatórios, pelo menos ao meu ver.

Hoje assisto a posse de Obama e acredito que tudo correrá da melhor forma possível. É emocinante ver uma mudança de poder. Um homem negro, que seguiu pelo caminho mais difícil, trabalhar para pobres trabalhadores.

Dou uma voto de confiança ao homem e rezo para que se resolvam os problemas: a crise na economia mundial, os conflitos no Oriente Médio, o embargo a Cuba... São tantos poblemas... Tanta fome, tanta miséria.

A casa está bagunçada, é muita coisa para arrumar.

Boa sorte, meu rapaz, o mundo está de olho!!!



- Postado por: Cinthia Ribas ?s 11h04 AM
[ ] [ envie esta mensagem ]






SEGUNDA-FEIRA

 


 

 

2009

Mal começou e já tá dando trabalho! É o povo que não resolve as coisas logo; é a infeliz aqui que foi relapsa e perdeu a cerimômia de colação de grau; é o par que magoa; são os parentes que qdo vc precisa....Cadê?

Então, espero que tudo se resolva e caminhe para a solução. E que seja ela, rápida e indolor (rs). Com o par, já tá tudo meio eque resolvido. Conversamos, "colocamos os pingos nos is" e vamos aguardar pra ver oq acontece.

Na vida profisional, cada hora é uma coisa, mas uma hora desenrola. Se Deus quiser!!! Queria tanto decidir esse lado da minha vida pra poder malhar mais cedo, fazer natação, coisa que ainda não consegui, chegar em casa antes das 20h.... Ai, ai.

A colação não tem jeito. Só me resta,  assinar a Ata, já que a cerimônia eu perdi mesmo. E ir na festa de formatura, curtir pra esquecer, que nem colar o grau eu consegui...rsrsrsrsrsrs. Sem falar no valor do convite... Eu que não quis aderir à festa vou ter que desembolsar R$ 95,00. Resumindo, eu e  o par valor gastar no mínimo R$ 200,00. Sem falar na roupa, sapato, estacionamento!!! Éééééé, bein, a vida é cara!

Agora qto aos parentes, nada se pode fazer. Ainda bem que existem os amigos. Inchalahhhh!!!


SE EU ESTIVER MENTINDO...

...Que esse teto caía sobre a minha cabeça. Esqueçam essa frase... Ou pelo menos esqueçam a mentira. Vai que o teto desaba mesmo!!!

Piadas cruéis a parte... Desmoronou o teto da Igreja Renascer. A casa dos pastores, bispos e afins... Sonia e Estevan já havia caído há algum tempo atrás. Agora me cai o teto do templo. Que isso?

Aí, tem gente que pensa: o povo lá rezando e o teto despenca... Cadê a justiça divina?

Colega, eu creio que cada um tem carga de dívida pra pagar.Cada um sofre as consequências de seus atos, sejam eles cometido em que época for. Se é que vcs me entendem.

Eu sigo uma doutrina, que torna muitos mais fácil e aceitável o rumo que a nossa vida toma... Rumos totalmente imprevisíveis.

E respeito as demais. Mas que a casa dos bispos caiu... Ahhhh, isso lá é verdade!!!

 



- Postado por: Cinthia Ribas ?s 05h33 PM
[ ] [ envie esta mensagem ]