EUZINHA!!!


Argentina, você acredita??? Não acredite, meu bem. Mulher, jornalista, libriana, curiosa, bem humorada e falante, até demais! Curto tudo que a vida oferece de bom. Adoro dançar, ouvir boa música, vinhos e namorar...Enfim, curto a vida. Adoro meu bem, minha cachorra, a Aloha e tbm adoro dormir.





EU VÔ!!!


- BALADA.COM.ALGUÉM
- QUERIDO LEITOR
- MAN IN THE BOX
- MOMENTO DE SONHAR
- VIVI COR DE ROSA
- MAXIMU'S
- TROCANDO IDÉIAS...COM VOCÊ!!!
- VENENO DA GATA
- BALCÃO DA PADARIA
- NOTAS SOBRE O FIM DO MUNDO
- SETE X SETE
- GORDUCHAS GOSTOSAS
- TEMPLATES BY CARMEN
- COLUNA DO ZÉ SIMÃO
- BLÔNICAS
- MY PSYCHOPEDIA
- VÁRIAS COISAS PRA FAZER
- ALICE ME PERSEGUE
- ABANDONAR TOTALMENTE
- LILIANE PRATA
- FÁBIO CAMARGO
- BOLETIM SEMANAL - BY ELISA LIMBECK
- DESABAFO AKI
- BLOG DO ÊNIO
- NAILTON PORRETA
- VIDA URBANA
- TEM DIA QUE SÓ MEU BLOG ME ESCUTA...
- BLOG DO SALL...
- BLOG DO PETTA
- O LADO HOMEM DA COISA
- LATINO AMERICANO
- LA BELLE DE JOUR
- PAI GORDO
- OVULANDO
- NÃO DOIS NÃO UM
- QUER NAMORAR COMIGO?
- HYSTERIA
- ANOTAÇÕES DE COMEDIANTE
- NA PERIFERIA DO IMPÉRIO
- BLOG DO TAS
- VIDA PAULISTANA
- BLOG DO NIVALDO SANTANA
- BLOG DO MIRO
- JÁ REPAROU?
- CHUVA DE PENSAMENTOS






- Indique este blog



PRA REFLETIR...

OU DIVERTIR!

É SÓ CLICAR EM CIMA






CONTADOR

//Hist?rico

- 01/05/2011 a 31/05/2011

- 01/09/2010 a 30/09/2010

- 01/07/2010 a 31/07/2010

- 01/06/2010 a 30/06/2010

- 01/12/2009 a 31/12/2009

- 01/10/2009 a 31/10/2009

- 01/09/2009 a 30/09/2009

- 01/08/2009 a 31/08/2009

- 01/07/2009 a 31/07/2009

- 01/05/2009 a 31/05/2009

- 01/04/2009 a 30/04/2009

- 01/03/2009 a 31/03/2009

- 01/01/2009 a 31/01/2009

- 01/12/2008 a 31/12/2008

- 01/11/2008 a 30/11/2008

- 01/10/2008 a 31/10/2008

- 01/09/2008 a 30/09/2008

- 01/08/2008 a 31/08/2008

- 01/07/2008 a 31/07/2008

- 01/04/2008 a 30/04/2008

- 01/03/2008 a 31/03/2008

- 01/02/2008 a 29/02/2008

- 01/01/2008 a 31/01/2008

- 01/12/2007 a 31/12/2007

- 01/11/2007 a 30/11/2007

- 01/10/2007 a 31/10/2007

- 01/09/2007 a 30/09/2007

- 01/08/2007 a 31/08/2007

- 01/07/2007 a 31/07/2007

- 01/06/2007 a 30/06/2007

- 01/05/2007 a 31/05/2007

- 01/04/2007 a 30/04/2007

- 01/03/2007 a 31/03/2007

- 01/02/2007 a 28/02/2007

- 01/01/2007 a 31/01/2007

- 01/12/2006 a 31/12/2006

- 01/11/2006 a 30/11/2006

- 01/10/2006 a 31/10/2006

- 01/09/2006 a 30/09/2006

- 01/08/2006 a 31/08/2006

- 01/07/2006 a 31/07/2006

- 01/06/2006 a 30/06/2006

- 01/12/2005 a 31/12/2005

- 01/09/2005 a 30/09/2005

- 01/01/2005 a 31/01/2005

- 01/12/2004 a 31/12/2004

- 01/11/2004 a 30/11/2004

- 01/10/2004 a 31/10/2004

- 01/09/2004 a 30/09/2004

//Cr?ditos




SEXTA-FEIRA


ME DÊEM UM OVO CARECA

Tá bom. tô bem, super bem. E oq acontece? A gente grila. E porquê? Porque somos mulheres e mulheres são griladas por natureza. Óbvio que nesse mundão de meu Deus devem haver as exceções, minha amiga Sheila é uma delas. Mas eu que sou normal, grilo por qq coisa. É claro, que não conto pro par, não precisa. Sempre digo: Deixa pra lá. Pq sei que qdo abrir a boca ele vai ficar bege com tamanhas besteiras que rondam minha cabecinha "inocente".
Toda mulherada é assim, converso com minhas amigas sobre relacionamento, sobre sexo, sobre o corpo, sobre quase tudo. Ouviram? Quase. Porque tudo não dá, né bem? Tem coisa (muita) que só eu o par sabemos, compartilhamos. Falo por cima mesmo, pra esclarecer as dúvidas, as minhas e as delas. Porque mulher que se preze tem dúvidas e cômo tem!


A dúvida do momento, tanto a de "moa" quanto da gang é o celular. Grilo mesmo. Sou diferente. O meu fica a Deus dará, pra eu escutar, pro par ver... Até porque sou viciada no bichinho. Sempre tô mexendo, nem que seja só pra ver as horas.
Mas o deles não. E nem sei explicar como, ou talvez nem queira. A única coisa que sei é que me incomoda. Se tem senha incomoda, se apaga as mensagens me incomoda, se apaga o histórico de ligações me incomoda...Ai, ai. Eu sei. Mas é o maldito vício de querer que o outra seja do jeito que somos. E disso preciso me livrar. Preciso ter consciência que o outro é diferente, é outra pessoa e devo respeitar seu espaço.

Vou tentar... Eu juro que vou.


ENFIM SÓS?!?!

Ahhhhhhh, ia me esquecendo....Fds com feriado, maravilha hein! Três dias no litoral muito bem acompanhada. O par de folga, enfim ele conseguiu, e eu com todos que gosto. Ele, família e amigos. Mesmo que o sol não dê o ar da graça, acredito que vai ser bom, muito bom.

Bom fds pra vcs tbm.

FUI!!!!


CRÔNICAS DE UM COTIDIANO INDESCIFRÁVEL - 6

O sol forte batia na janela do ônibus, e ainda que o sono fosse mais forte acabou atrapalhando. Percebeu que estava chegando perto do seu ponto, teria que descer. Se aprumou, arrumou... Praguejou baixinho. Aquilo afinal não era vida. Levantar cedo, carregar marmita, pegar ônibus lotado. Passou olhando pra cara dos passageiros sentados. Uma gente com cara de sofrida, de quem apanhava da vida desde criança. Ao invés de se sentir bem, ficou mais aborrecida. A vida por vezes não era justa. Para alguns a vida sorria de forma formidável. O que será que tornavam as pessoas diferentes? Num estalo percebeu. Era o modo como a encarava. Se a encarasse como uma inimiga, a teria assim pelo resto dos seus dias. Desde que se conhecia por gente, se irritava por qualquer coisa, nunca suportou a pobreza de sua família. Sua mãe lavadeira, seu pai marceneiro, os irmãos....Nenhum fazia nada da vida. Os três mais velhos não paravam no emprego e a mais nova só fazia ir pras baladas e arrumar namorados vagabundos. Notou que se continuasse colocando-se como vítima era assim que viveria, seria assim. Nessa mesma hora, percebeu que as rédeas de sua vida estavam em suas mãos e ela iria tocar para um lugar melhor. Mudaria o padrão de pensamento, emprego, voltaria a estudar, faltava apenas um ano para terminar o 2º grau e depois uma faculdade. Tiraria a si mesma e a família dessa vida humilde e miserável que levavam. Transformaria tudo pra melhor. O ônibus parou, ela desceu com um sorriso no rosto. Um sorriso diferente, de quem decidiu vencer na vida.



- Postado por: Cinthia Ribas ?s 08h52 PM
[ ] [ envie esta mensagem ]






SEXTA-FEIRA


Se tem notícia boa? Sei não, meu nêgo. É Isabella pra lá...É Alexandre pra cá.  À exaustão. Então quer falar sobre o que? Mulher Melância? Deixa pra lá.

Vocês viram que o filme Sex in the City será lançado no Brasil em 12 de junho? Acho isso interessante.Pelos menos pra quem já acompanhou a série...É. E olha que quando foi lançado, falar de sexo tão abertamente era um tabú. Dá pra dizer que a série revolucionou? Não sei. Mas deve ter pelo menos ajudado uma gama de mulheres, com dúvidas no quesito sexo ou problemas sentimentais.

Eu comecei a acompanhar a série a pouco tempo. Em um revival, daqueles que as emissoras fazem quando não tem o que passar e garanto, pode não ter me ajudado nem sexual, nem sentimentalmente...Mas que eu me diverti a valer...Ahhhhh, isso é verdade. 

FUI!!!


CRÔNICAS DE UM COTIDIANO INDESCIFRÁVEL - 5

Jogou a pasta em cima do sofá e desejou que ninguém chegasse ou mesmo ligasse naquela hora. Estava cansado. O trânsito cada vez pior, o cansaço no corpo devido a gripe que vinha se aproximando e aquela chuva. Ahhhh, a chuva. Ultimamente, todos os dias era dia de chuva. De manhã sol, de tarde vento de noite... Chuva. Mas ele estava acostumado com o clima paulistano. O único problema era ter que deixar de fazer as coisas que sempre fazia, como passar na padaria após um dia de trabalho ou mesmo fazer suas caminhadas noturnas. Se bem que essas, aos pouquinhos já vinham sendo deixadas de lado. Paula as odiava, não sabia se era por ciúmes, insegurança ou outro motivo, mas  a verdade é que cada vez mais sua namorada implicava com as caminhadas. Então, para evitar brigas e para aproveitar os minutinhos ao seu lado se esquecia das caminhadas. Sempre deixando muito claro que não iria deixar de fazer suas coisas por causa dela. Ele tinha seus afazeres, seus compromissos...Então, combinaram. Só que ele gostava muito de ficar ao seu lado, sentir seu cheiro, seus abraços e se permitia ficar assim, esquecia-se de todo o resto. Pra quê caminhar se já estava no paraíso ao lado da pessoa amada? A única coisa que o preocupava em tudo isso era ela pensar que tinha o controle sobre ele, sobre seus sentimentos. Sabia que quando apaixonado o ser humano ficava a mercê desse sentimento, nesse caso, ela não precisava saber. Senão...Ai, ai. Levantou-se do sofá num pulo e foi esquentar o jantar, aliás descongelá-lo. Morar sozinho era isso: cozinhar pra si, conversar consigo mesmo... E pensar na pessoa amada.



- Postado por: Cinthia Ribas ?s 09h46 AM
[ ] [ envie esta mensagem ]






SEGUNDA


FAÇAM SUAS APOSTAS


O pai jogou ou não a filha pela janela? Esse é o assunto do momento. Te confesso que qdo o abordei não imaginava que tomaria tamanha proporção. E as manifestações em frente às DPs que os suspeitos (pai e madrasta) estão presos? O que é aquela gente?

Esse povo não tem mais o que fazer mesmo! O crime choca? Choca sim, senhor. Mas vejamos: E aquela menina que foi mantida presa e constantemente torturada? E as centenas de crianças que são mortas por espancamento, estupro ou assassinato, ou mesmo morrem de fome no nordeste? Então, minha gente, pelo amore... Vamos procurar cuidar da nossa vida, porque daquele crime a polícia e a família estão cuidando. Não digo que devamos nos omitir, ficar acomodados com a situação. Mas te garanto que fazer escarcéu em frente a delegacia não vai mudar em nada as circuntâncias do crime ou agravar a situação dos suspeitos.

Não se pode julgar antes de veredicto final.Os indícios levam a crer que o pai ou a madrasta são os culpados? É verdade. Mas até que seja comprovada a culpa, eles são inocentes.

A mídia manipula, por causa do mistério que dá ibope e povo? Como sempre... Caí. Eu aguardo a resolução do caso e enquanto este não vem sou obrigada a assistir na Globo, na Record, na Bandeirantes, no "diabo a quatro" a mídia remoendo a vida da pobre criança. Mostram a professora, os coleguinhas de classe fazendo cartinha, os coleguinhas de escola todos tristes, os vizinhos, o leiteiro que entregava o leite pra familia, o padeiro, mostram a missa como estava lotada, é uma comoção só, né bem! Dá ibope, fazer oq?

Eu aguardo o desfecho do caso. Se foi o pai ou a madrasta, não sei. Só sei que se forem culpados ficarei chocada com a maldade do ser humano que é capaz de dar "cabo" a vida de uma criança ainda mais ela sendo sua própria filha. Se não foi, vou rezar por esse cara que foi ao inferno e voltou, sendo inocente.


FDS

Melhor? Impossível. Muitas vezes não notamos os sentimentos das pessoas nas pequenas coisas. Nós, mulheres, sempre queremos ouvir. Ele dizer que sentiu saudades, que adora, que gosta, que ama. Que somos a mulher de sua vida. No entanto, o verdadeiro sentimento está nos gestos, que não podem sr manipulados como as palavras muitas vezes são.

Um carinho fora de hora, um olhar, um abraço mais demorado, pequenas delicadezas, te amolecem e fazem perceber que é aquilo e aquele que vc quer, pra toda sua vida.

FUI!!!


CRÔNICAS DE UM COTIDIANO INDESCIFRÁVEL - 4

Pegou a lancheira e foi pro ponto. A mãe tinha a mania de colocar comida demais em sua lancheira. Seu peso, somado ao da mochila fazia com que se sentisse uma velhinha de noventa anos. Ia se arrastando. A mãe sempre achou que fosse muito frágil e tascava-lhe comida. Nesses seus dez anos de vida, não se lembrava de ter pegado um resfriado se quer. Mas ela tinha chegado à essa conclusão ao encarar todos os dias sua magreza eminente. Fazer oq? Enquanto ia andando toda encurvada em direção ao ponto, imaginava se o ônibus não havia passado, perdê-lo resultaria em ter que andar a pé até a escola e com aquele peso, nem pensar! Mas faltasse não veria Gustavo. Isso sim, era motivo para não faltar. Sabia que não era notada por ele, não se importava, pelo menos podia admirá-lo por mais tempo. Estudavam na mesma classe, sentavam-se na mesma fileira e mesmo assim ele nem sabia de sua existência. A não ser quando respondia a alguma pergunta da professora e a classe toda viravasse para encará-la. Não era um exemplo de popularidade no colégio e mesmo fora dele tinha uma única amiga, Soraia. Que a escutava como ninguém, mas tbm não era nada popular. Decidiu-se, ia pra escola nem que fosse andando e tentaria se aproximar de Gustavo no intervalo, se bem que sempre que tentava fazê-lo cometia alguma besteira, como tropeçar ou derrubar algo. Por esse motivo preferia observar de longe. Seu olhar, seu andar, seus cabelos lisos balançando ao contato com o vento. É, era uma apaixonada. Acordou de seus pensamentos e viu o veículo amarelo se aproximando. Era o transporte escolar que vinha mais vagaroso que ela com aquele peso todo. Decidiu não pensar mais no futuro, nem em Gustavo. Aguardaria o futuro chegar e com ele a segurança necessária pra conquistar quem tanto desejava. Tinha a certeza que um dia ele seria só seu. E esse dia não tardaria.



- Postado por: Cinthia Ribas ?s 03h55 PM
[ ] [ envie esta mensagem ]